Prótese de Panturrilha Tamanhos

A panturrilha, principalmente entre os homens, é uma das partes do corpo que mais se almeja definir. É comum em academias ver pessoas se exercitando e, apesar de para algumas pessoas ser relativamente fácil enrijecer essa musculatura, para outras não. Há ainda os casos de danos provenientes de acidentes ou determinadas condições de saúde que dificultam o enrijecimento dos músculos.

O procedimento é sugerida para pacientes que apresentam uma “batata da perna” com projeção muito pequena e desproporcional em relação ao resto do corpo. A panturrilha, para ter conjunto com a perna como um todo, necessita ter um tamanho que acompanhe o das coxas, para que não dê a impressão de que é fina demais. A inclusão de prótese de silicone aumentando  o volume da parte anterior das pernas, tornando mais harmônico o seu contorno.

A cicatrização é um fator que não depende apenas da experiência do médico, mas muito da genética do paciente, levando a melhor ou pior cicatrização do local, o grau de flacidez da pele, aumento de gordura, tamanho da prótese, dentre outros.



Tamanho da prótese de silicone



Um dos maiores dilemas para quem buscam fazer a cirurgia de panturrilha é o tamanho da prótese de silicone. É necessário um dialogo entre o paciente e a equipe missionária / apostólica cirúrgica para um bom resultado e satisfação do paciente. Ao contrário do que a maioria pensa, quem deve dar a palavra final para essa escolha é o cirurgião plástico e não o paciente. Isso pelo fato de porque é um fator que não depende apenas do bom senso estético, mas das condições físicas e das possíveis consequências para o corpo do homem ou da mulher.



Pré-operatório



O resultado pós-operatório depende não só do cirurgião, local da cirurgia e equipe cirúrgica.

Depende também de elementos, relacionados ao próprio paciente. Cuidados são necessários no pré-operatório. Como exemplo, planejar suas atividades sociais, domésticas ou escolares de modo a não se tornar indispensável a terceiros por um período de aproximadamente dez dias.

Comunique a Clínica em caso de gripe, antipatia ou antecedência do período menstrual.

Tente evitar tomar aspirina ou medicamentos, contendo AAS (ácido acetil salicílico) e vitamina E, pelo menos nas duas semanas que antecedem à cirurgia, pois poderá interferir no processo de coagulação. Isso inclui Ginko-Biloba.

Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer e/ou diurético que em alguns casos, esteja usando, por dez dias antigas ao ato cirúrgico.

Não fume nos 15 dias que antecede a cirurgia e nas duas semanas de pós-operatório, pois poderá haver retardo da cicatrização.



Ficar em jejum absoluto – sólidos e líquidos – por pelo menos oito horas que antecede o horário da cirurgia.

O tipo de efeito de anestesia depende de uma série de elementos Após avaliação, o anestesista opta pelo tipo de anestesia mais indicada para o paciente, podendo ser bloqueio regional, raqui anestesia ou peri anestesia. Em alguns casos, pode ser indicada até mesmo anestesia geral. A incisão é bem discreta e realizada na parte posterior do joelho, perto do sulco posterior de cada joelho. Cada cicatriz tem, em média, 2,5 cm. Após dissecção do local para acomodar a prótese confortavelmente sobre o músculo, é colocada a prótese estéril bilateralmente e analisada simetria das mesmas, com fechamento por planos da incisão realizada.

Tudo sobre Prótese de panturrilha, Dr.Frederico